Nossas Sugestões

8 dicas para montar o seu próprio crediário

8 dicas para montar o seu próprio crediário

Por Redação Blog Gazin Atacado • 10/10/14

Você provavelmente já viveu ou conhece alguém que passou por esta situação: seu Zé, aquele bom cliente que há anos compra na sua loja, chega para comprar os presentes do Dia das Crianças para os filhos e se depara com um problema: a falta de crédito.

Por conta do momento econômico no Brasil, com alta inflação, juros subindo e alto endividamento da população, os bancos seguraram o crédito e negam o direito à compra. Mas você, que sempre atendeu seu Zé, sabe que ele costuma honrar os compromissos. Só que dessa vez seu Zé não poderá fazer a alegria dos pequenos. A não ser, claro, que ele pague à vista – o que você já sabe que não tem como, certo?

Para dar um basta à dependência, alguns varejistas estão apostando no crediário próprio. Uma forma de tornar o atendimento mais próximo e pessoal. Para isso, entretanto, convém tomar alguns cuidados para atrair bons clientes, sem deixar o risco dominar o seu negócio.

credito1) Informe-se

Conheça as redes de informações que podem fazer a ligação do seu crediário com dados de outras empresas. Assim você terá um banco de dados para analisar bons e maus pagadores. Dessa forma, irá administrar suas vendas a prazo com mais segurança, reduzindo perdas, fraudes e inadimplência. Não esqueça de incluir os cadastros do SPC e Serasa.

2) Compreenda o histórico de compra

Além da análise de pagamentos, aproveite para entender o histórico de compras de seus principais clientes. Isso lhe ajudará a oferecer soluções customizadas para seus clientes, além de informações para gerenciar o seu estoque.

3) Ganhe tempo e produtividade

Aproveite as facilidades que a tecnologia tem a oferecer. Informe-se sobre as ferramentas disponíveis no mercado para tornar o seu crediário mais automatizado e moderno, reduzindo o tempo de espera de cada cliente e diminuindo os riscos.

4) Entenda as opções de crédito

Saiba quais as modalidades de pagamento existentes e os riscos envolvidos em cada uma. É possível oferecer as seguintes opções para os clientes: carnê, cheque, boleto bancário e cartão private label. Analise quais as mais atraentes para o seu público e para o seu negócio.

5) Estruture a cobrança

Estude como será feita a cobrança dos inadimplentes (assunto deste nosso outro artigo). Você pode optar por contratar uma equipe própria ou terceirizar a função. Se optar pela primeira opção, considere os custos para recrutamento e seleção de funcionários, treinamento, estrutura e manutenção. Se preferir terceirizar, estude as opções avaliando não só os custos, mas os retornos das empresas de cobrança e o nível de satisfação dos clientes atendidos por elas. Lembre-se que cobrar um cliente inadimplente é diferente de ofendê-lo. É preciso diferenciar um mau pagador de alguém que está passando por alguma dificuldade.

6) Defina os acordos de negociação

Proponha formas de negociação das dívidas que ajudem o cliente a voltar a ter crédito, antes mesmo de incluí-lo como inadimplente nos serviços de proteção ao crédito. Tais cobranças podem ser feitas por ligações telefônicas, sms, e-mails e cartas. Há inclusive empresas que oferecem aos contratantes a opção de pagar apenas pelas parcelas que iniciarem o processo de cobrança.

7) Estimule a recompra

Incentive seu cliente a voltar à loja para pagar os carnês e boletos pessoalmente. Isso pode gerar novas oportunidades de venda.

8) Administre os riscos

Entenda quanto a sua empresa pode suportar de riscos, ao invés de sair oferecendo créditos a todos. Lembre-se de zelar pela saúde do seu negócio.

Pense nisso para alcançar a independência e manter a fidelidade dos seus clientes.

Tem alguma dica, pergunta ou exemplo de como criar um crediário próprio? Compartilhe conosco! Deixe um comentário com suas experiências, sugestões e dúvidas!

Sucesso e boas vendas!

 

Quer mais novidades Gazin Atacado? Curta nossa página!


11 | Deixe seu comentário
Recomende este post: 9
Compartilhe:

Fique atualizado com o mercado.
Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.

Temas relacionados

Post Relacionados

11

comentários em "8 dicas para montar o seu próprio crediário"

Comentar

  1. Agenor Manoel da Silva disse:

    Gostei, muito das dicas oferecidas no Blog, a Confecção onde trabalho esta entrando forte no mercado de varejo e precisamos utilizar todas a s formas de venda para alavancar nossas vendas, que são boas, porém nossa ideia é crescer……. Grande abraço

    1. Redação Blog Gazin Atacado disse:

      Ficamos muito felizes por poder ajudá-lo, Agenor! Um abraço.

  2. Marcos Rogerio Gewehr disse:

    Boa tarde, meu comércio é em uma pequena cidade, Arambaré, balneario da Lagoa dos Patos, tenho crediário próprio,
    e adotei por método, quando não conheço o cliente ou tenho uma certa insegurança com o mesmo, solicito que ele seja apresentado por um cliente mais antigo da casa, e, sempre nas primeiras compras uma entrada de aproximadamente
    30% do valor do produto. Trabalhamos tambem com cartões e cheques, foi uma maneira de controlar a inadimplencia,
    conforme o procedimento do cliente, vai se facilitando o crediario,normalmente com uma entrada na hora da compra.
    Um abraço, Marcos.

    1. Redação Blog Gazin Atacado disse:

      Muito legal seu relato, Marcos. Agradecemos sua participação e esperamos vê-lo por aqui sempre.
      Sucesso!
      Abraços,
      Equipe Redação Blog Gazin Atacado

  3. Carlos disse:

    Já vendo no crediário próprio

    1. Redação Blog Gazin Atacado disse:

      Que legal, Carlos.
      Sucesso sempre!
      Abraço

    2. Julii disse:

      ok irei ai ver, area de meu interesse, tarbalho final auditoria e pericia contabil, e aproveitamento para conclusao do curso de controladoria e gerencia financira que comecei na uem

Em destaque no Blog do Varejo