Nossas Sugestões

Acessibilidade na hotelaria: atendimento nota 10 para pessoas com deficiência

Acessibilidade na hotelaria: atendimento nota 10 para pessoas com deficiência

Por Redação Blog Gazin Atacado • 3/05/17

Você já ouviu falar no tripé da sustentabilidade? Seus três pilares são: ambiental, econômico e social. Na gestão hoteleira, isso significa que o estabelecimento precisa ser ambientalmente correto, economicamente viável e socialmente responsável. É por isso que a acessibilidade na hotelaria é tão importante.

Cerca de 15% dos brasileiros têm algum tipo de deficiência. Isso significa que seu estabelecimento precisa estar pronto para receber pessoas com qualquer tipo de deficiência e em qualquer fase da estadia – do check-in ao checkout.

Nada melhor, portanto, do que ter em mãos um checklist para ver se seu hotel está adequado a essas necessidades. Estas são algumas das perguntas que você precisa responder SIM se quiser garantir que seu estabelecimento é acessível: 

  • acessibilidade na hotelariaSeu hotel ou pousada possui rampas de acesso interna e externamente para cadeirantes e pessoas com muletas?
  • Seu estabelecimento dispõe de corrimão para pessoas idosas e/ou aqueles que têm problemas visuais?
  • Além de amplos para qualquer tipo de pessoa, os elevadores possuem sistema de som que informa o andar? E informações em braile para facilitar que cegos apertem o botão correto?
  • Seus profissionais estão devidamente treinados e sabem se comunicar, por exemplo, com pessoas surdas?

Convenhamos: levando esses questionamentos em consideração, não é difícil nem caro proporcionar acessibilidade na hotelaria, certo? Contudo, a questão vai além. Vamos ver a seguir alguns tipos de acessibilidade por necessidades específicas.

Acessibilidade na hotelaria para cadeirantes

acessibilidade na hotelariaAlém de rampas de acesso, cadeirantes precisam de alguns cuidados especiais que não são tão óbvios no momento da construção. Às vezes, inclusive, rampas não bastam se o seu hotel tem escadarias íngremes logo na entrada. Nesses casos, vale a pena orçar algum tipo de elevação mecânica.

Outra coisa a se pensar é a entrada dos ambientes. Portaria, portas de quartos, banheiros, elevadores e qualquer local de circulação precisa ser largo o suficiente para que uma cadeira de rodas possa passar.

Alguns dos quartos também devem ser adaptados, a fim de tornar a presença do hóspede mais cômoda. Isso inclui adaptar o banheiro, inserindo ferros de apoio e corrimão para facilitar o uso do chuveiro e do vaso, por exemplo.

Agora pare e pense: como um cadeirante pode acessar a piscina do seu hotel? Se existirem degraus ou quaisquer dificuldades, pense em resolvê-los – e rápido.

Aliás, vários desses recursos também podem facilitar a vida de pessoas obesas ou idosas. Invista nessas pessoas e elas investirão na divulgação da sua marca!

Acessibilidade na hotelaria para deficientes visuais

acessibilidade na hotelariaVocê já teve a experiência de hospedar uma pessoa cega? “Geralmente eles se viram”, você pode pensar. Não, senhor. É muito importante facilitar a vida dessas pessoas. Afinal, como qualquer outro hóspede, elas querem comodidade!

A saída inicial e mais lógica para atender a esse tipo de cliente é dispor de informações em braile desde no folheto de atendimento inicial até em elevadores, portas de quartos, entrada de locais (como academia, piscina e outras atividades de lazer do hotel). Isso evita que a pessoa fique constrangida ao pedir ajuda a estranhos. Disponibilizar o máximo de informações em braile dará liberdade e autonomia aos cegos hospedados em seu hotel.

É possível ainda instalar piso tátil, um tipo de revestimento aplicado no chão que ajuda os cegos a se localizarem e a se locomoverem com a ajuda da bengala que.

Acessibilidade na hotelaria para idosos e gestantes

acessibilidade na hotelariaPessoas na “melhor idade”, gestantes e obesos muitas vezes aproveitam o tempo para viajar e curtir outros locais. Isso significa que você deve dar atenção especial a elas.

Além de rampas e corrimãos, o que mais você pode fazer para melhorar a vida desses hóspedes? Veja algumas soluções simples:

  • Sensores de luz facilitam a vida de pessoas de qualquer idade, ainda mais os idosos.
  • Evitar que as pessoas tenham de passar por muitos degraus diminui os riscos de tombos.
  • Em dias de chuva, o chão fica liso? Não basta colocar avisos: invista em pisos antiderrapantes.
  • Dispor de um ambulatório para atendimentos rápidos e gratuitos e encaminhamento médico adequado pode ser uma “mão na roda”.
  • Treinar os funcionários para ajudarem idosos a subir e descer dos carros na entrada do hotel mostra mais que cordialidade, mostra preocupação com o ser humano.

Checkout: o momento de dizer até logo!

acessibilidade na hotelariaCertamente você quer que seus hóspedes retornem e indiquem sua empresa para mais pessoas. Considerando que 15% da população tem algum tipo de deficiência, esse é um excelente público em potencial. Então, aproveite a despedida para conquistar de vez o coração do cliente com deficiência.

No dia do checkout, ou mesmo na noite anterior, vale a pena perguntar à pessoa ou ao seu acompanhante se ela precisa de algum atendimento especial na hora da saída. Da mesma forma, diga ao cliente que quando ele estiver pronto para sair basta avisar que alguém irá buscar toda a bagagem.

Ah, por último, não se esqueça de pedir uma gentileza. Solicite à pessoa com deficiência para que ela preencha um questionário de satisfação, assim como você faria com qualquer hóspede. E vá além: insista que, caso ela tenha qualquer sugestão, indique nos comentários do questionário. Afinal, nada melhor do que uma pessoa que vive certas dificuldades na pele para dizer como seu hotel pode melhorar. Faça sua parte e torne seu hotel mais humano e sustentável!

acessibilidade na hotelariaDe olho na Lei da Inclusão!

E não custa lembrar que a acessibilidade na hotelaria é obrigação! A Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência defende que todos os meios de hospedagens devem oferecer pelo menos 10% de suas acomodações adaptadas para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Clique aqui e saiba mais sobre essa importante legislação para o seu negócio.

Sucesso!

Imagens: Flaticon

Quer mais novidades Gazin Atacado? Curta nossa página!


2 | Deixe seu comentário
Recomende este post: 9
Compartilhe:

Fique atualizado com o mercado.
Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.

Temas relacionados

Post Relacionados

2

comentários em "Acessibilidade na hotelaria: atendimento nota 10 para pessoas com deficiência"

Comentar

Em destaque no Blog do Varejo