Nossas Sugestões

Como organizar o fluxo de caixa da loja

Como organizar o fluxo de caixa da loja

Por Redação Blog Gazin Atacado • 29/05/14

Como organizar o fluxo de caixa da loja

O fluxo de caixa nada mais é que o processo que controla a entrada e a saída do dinheiro da empresa em um determinado período. Pode parecer simples, mas, muitas vezes, por falta de organização essas valiosas informações acabam se perdendo e o lojista não sabe ao certo quanto dinheiro entrou, quanto saiu e isso é muito perigoso!

Se o fluxo de caixa não for organizado, mesmo que seu saldo de caixa seja positivo pode ser que a loja esteja no negativo e os gestores nem saibam.

Sabendo disso, separamos algumas dicas valiosas sobre como manter o fluxo de caixa organizando, evitando surpresas desagradáveis.

Você pode organizar as informações do seu fluxo de caixa em softwares de gestão ou mesmo em planilhas. Nós até já falamos sobre algum deles aqui, lembra? Independente do meio utilizado, é importante que o controle tenha as seguintes informações:

1. Contas bancárias da empresa

De onde sai o dinheiro que a loja gasta e para onde vai o dinheiro que a loja ganha? São duas contas diferentes ou uma única? Determine para qual conta determinados recebimentos irão e de onde sairá o dinheiro para determinados pagamentos. Isso é fundamental para controlar o saldo geral do capital da loja.

2. Custos fixos e variáveis

Existem algumas coisas que você terá que pagar mensalmente, como aluguel, materiais para a loja, fornecedores, etc. Determine quais são os seus custos fixos para que possa incluir no planejamento dos pagamentos futuros. Verifique ainda quais são os tipos de pagamentos variáveis – aqueles que você precisa pagar de vez em quando, tais como impostos – e indique os períodos em que eles possivelmente serão pagos, planejando antecipadamente a saída do dinheiro.

organizar_caixa04

3. Previsão das receitas

É importante que você saiba quanto dinheiro você recebeu no último período e quanto ainda tem para receber futuramente. Registre a entrada de todas as receitas e faça uma previsão do dinheiro que ainda está para entrar. Assim, você sabe se, somando o capital atual com o que irá receber, poderá cobrir as despesas dos próximo meses, ou precisará pegar um empréstimo, por exemplo.

4. Categorias para as receitas e despesas

Crie categorias para organizar os tipos de receitas e despesas. Elas identificarão o tipo de gasto ou lucro. Exemplos:  internet, funcionários, material de escritório, vendas à vista, vendas a prazo, etc. Dessa forma, você consegue agrupar os diferentes tipos de gastos e lucros e poderá direcionar melhor a verba.

organizar_caixa01

5. Centros de custos e de receitas

Além de criar categorias, que são os tipos de custos e receitas, você pode também criar Centros de Custos e Centros de Receitas. Assim, você sabe exatamente de onde está vindo ou de onde está saindo o dinheiro. Uma boa saída é criar Centros de Custo e Receitas para cada área e equipe da loja: administrativo, RH, equipe de vendas tecnologia, equipe de vendas eletrodomésticos e assim por diante. Dessa forma, você vai saber qual área está dando mais despesas e qual está lucrando mais.

Dica importante!

Esses dados precisam ser controlados periodicamente. Como o movimento de sua loja é diário, o ideal é que as informações sejam atualizadas diariamente. Assim, não há risco de perder nenhuma entrada ou saída de dinheiro.

Mas só inserir os dados no controle do caixa não é suficiente. Você precisa analisar as informações. Se não for possível analisar o fluxo de caixa todos os dias, o faça, pelo menos, semanalmente. Não fique muito tempo sem estudar as movimentações financeiras de sua loja, só assim poderá fazer uma análise real sobre a sua situação atual e desenvolver um planejamento apoiado em dados sólidos e seguros.

Dica extra!

Em outro post aqui do blog,  mostramos algumas ferramentas on-line gratuitas para controle do orçamento. Muitas delas são voltadas à gestão financeira empresarial e possuem funcionalidades para a gerenciamento do fluxo de caixa. Clique aqui e confira!

Gostou das dicas? Esperamos que elas ajudem a manter o fluxo do seu caixa em dia e seu orçamento no azul.

Sucesso e boas vendas!

Quer mais novidades Gazin Atacado? Curta nossa página!


5 | Deixe seu comentário
Recomende este post: 4
Compartilhe:

Fique atualizado com o mercado.
Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.

Temas relacionados

Post Relacionados

5

comentários em "Como organizar o fluxo de caixa da loja"

Comentar

  1. Carolina Alves disse:

    Gente, pra quem tem interesse ou precisa de um software pra gestão financeira de empresas e construção do fluxo de caixa eu recomendo http://www.zeropaper.com.br, é gratuito e bem fácil de usar.

  2. Sayuri disse:

    Gostei muito do artigo. Tenho lido bastante sobre fluxo de caixa e o que tenho hoje como conclusão é que existem diversas maneiras de trabalhar com fluxo de caixa, cabe a cada empresa escolher a forma que mais se adequa com seu perfil e com a maneira de trabalhar dos funcionários.

    1. Redação Blog Gazin Atacado disse:

      Que bom que gostou, Sayuri. Ficamos felizes em saber.
      Esperamos que continue acompanhando nosso blog e que os artigos que publicamos aqui lhe sejam muito úteis.
      Sucesso!
      Abraços

Em destaque no Blog do Varejo