Nossas Sugestões

Marketing de influência na hotelaria

Marketing de influência na hotelaria

Por Redação Blog Gazin Atacado • 19/09/16

Na era da internet, o recurso mais inestimável se chama credibilidade. Só tem sucesso por meio da web quem consegue esse bem supervalioso, que tem como base a confiança do público. Afinal, com tantas informações, vindas de tantas fontes, em quais delas confiar? Naquela que tem mais credibilidade, certo?

É por isso que o marketing de influência é uma tendência tão em alta. Quer saber o que é esse conceito e entender como seu hotel ou pousada pode utilizá-lo em suas estratégias de comunicação para atrair mais hóspedes? Este artigo é para você! Preparamos um verdadeiro guia para ajudá-lo no início desse trabalho. Acompanhe e se prepare para aproveitar o que o marketing de influência tem de melhor!

O conceito

marketing-de-influencia-na-hotelaria-5Chama-se marketing de influência a estratégia que utiliza a credibilidade de criadores de conteúdo/pessoas influentes no meio on-line para disseminar a mensagem de uma marca. Esse método já existia antes da internet – quando uma marca utilizava um ator em sua propaganda, por exemplo –, mas foi com a expansão da web que ganhou força.

A grande diferença do marketing de influência da era digital é que ele usa a autoridade de pessoas comuns (e não celebridades), indivíduos com os quais o público se identifica – os chamados influenciadores digitais.

Como influenciar seus clientes com a ajuda de blogueiros de viagem

marketing-de-influencia-na-hotelaria-7Quando se fala em canais digitais, um dos mais eficientes é o blog. Muito mais do que um diário digital, essa plataforma é, atualmente, uma poderosa ferramenta de comunicação. Alguns blogs pessoais possuem mais credibilidade na web do que muitas marcas tradicionais.

E não é difícil entender por quê. Quando seu cliente busca por informações sobre onde se hospedar, mais do que os sites das empresas, que possuem informações institucionais, ele vai levar em conta a opinião de outros clientes – pessoas comuns, como ele –, pois sabe que lerá relatos mais honestos e que levam em consideração as mesmas preocupações que ele tem.

E é aí que os blogueiros de viagem entram!

Segundo Claudia Beatriz, fundadora da Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem (RBBV, que possui atualmente mais de 900 blogueiros cadastrados), diretora regional do Iambassador (plataforma que reúne os Top 50 blogueiros de viagem do mundo) e editora do blog Aprendiz de Viajante, o mercado de blogs de viagens continua em expansão. Ela conta que, por semana, a RBBV recebe no mínimo dez novos pedidos para fazer parte da rede.claudia-beatriz-rbbv

De acordo com Claudia, uma das principais vantagens para o hotel em fazer parcerias com blogueiros é que o conteúdo digital tem uma vida mais longa e com maior alcance do que o meio impresso. “Grande parte dos viajantes faz suas pesquisas de viagem na internet, e esses posts com resenhas podem ser encontrados facilmente. Se feita do jeito certo, a parceria com blogs pode ser uma grande vantagem para ajudar o próprio hotel e pousada em seu ranqueamento nas buscas no Google”, indica.  

Como fazer parcerias com blogueiros

O principal objetivo de fazer uma parceria com um blogueiro de viagem é que ele ajude a disseminar a sua marca. Nesse sentido, Claudia indica algumas maneiras de desenvolver essa parceria:

  • marketing-de-influencia-na-hotelaria-1Um dos meios mais comuns é convidando um blogueiro (ou vários) para utilizar os serviços do hotel ou pousada e, assim, ele tem a possibilidade de escrever uma avaliação em seu blog e compartilhá-la em seus perfis nas redes sociais.
  • Há casos em que redes de hotéis ou associação de pousadas contratam blogueiros como embaixadores da marca ou produzem campanhas com blogueiros para ajudar a divulgar ações específicas ou novos hotéis.
  • Existem hotéis que têm seus próprios sites e blogs e contratam blogueiros para escrever posts, tirar fotos ou fazer vídeos sobre o hotel e o destino em questão.

Se você não sabe qual blogueiro pode ser o parceiro ideal para o seu negócio, Claudia sugere que comece olhando o site da RBBV, onde poderá encontrar blogueiros de diversas partes do país e do mundo e com perfis para todos os tipos de segmentos do mercado de turismo.

“É importante dar uma olhada nesses blogs e acompanhá-los nas redes sociais também. Um caminho que poucos hotéis exploram é fazer parcerias com blogueiros locais. Se eles escrevem sobre o destino e moram nele, há grandes chances de serem especialistas neste destino e de terem um público interessado nele”, destaca.

Cuidados a serem tomados nesse tipo de parceria

marketing-de-influencia-na-hotelaria-8Para que a parceria seja boa para todos os envolvidos, alguns cuidados precisam ser tomados. Claudia destaca que a primeira coisa a ser feita é estabelecer as expectativas do que vai ser feito por cada parte. “Um acordo por e-mail, explicando o que o blogueiro vai encontrar e o que deve ser entregue por ele como contrapartida é um bom começo. Outro ponto importante é definir que tipo de comunicação existirá em caso de problemas durante a estadia”, salienta.

4 erros que podem detonar suas ações de marketing de influência

Para finalizar, Claudia apresenta os principais erros que as empresas cometem nesse tipo de estratégia – e revela o que você precisa fazer para evitá-los:

1) Não analisar o perfil do público atingido

marketing-de-influencia-na-hotelaria-2Claudia explica que o ideal é que, antes de fechar a parceria, o hotel ou pousada analise muito bem o perfil do blog e do blogueiro em questão para saber se o perfil do público alcançado está alinhado com o que o hotel oferece.

“Se o hotel é de luxo e o blogueiro tem um público estilo ‘mochileiro’, por exemplo, provavelmente os resultados não serão os esperados. E a mesma coisa o inverso: se o blogueiro só escreve sobre hotéis de luxo e a pousada atende um público mais aventureiro, essa provavelmente também não será uma parceria de sucesso”, frisa.

Por isso, antes de definir com qual blogueiro quer trabalhar, estabeleça quais são os critérios que ele precisa cumprir para ser considerado um bom influenciador digital para o seu estabelecimento. Por exemplo: o blog deve ser focado em uma determinada região? O blogueiro precisa ter diversos posts sobre hotéis do seu padrão? Qual deve ser o nível de engajamento entre o blogueiro e os leitores dele para que, na sua opinião, valha a pena ter um post sobre seu hotel ou pousada naquele blog?

2) Levar em conta apenas o número de seguidores

marketing-de-influencia-na-hotelaria-6Por mais que essa seja uma questão importante, a quantidade de seguidores não deve ser a única a ser considerada na hora da escolha do melhor blog parceiro para seu hotel ou pousada. “É um erro muito comum achar que, por ter milhares de seguidores nas mídias sociais, esse ou aquele blogueiro é melhor que outros com menos seguidores. A exposição em ferramentas como Instagram e Snapchat são mais temporais e têm menos impacto no longo prazo. Então, é preciso ter uma estratégia que faça uma mistura entre blogueiros com força em diferentes mídias”, orienta.

Mais uma vez, definir seus objetivos com aquela parceria e entender o que é importante para considerar um blogueiro bom ou não para o seu negócio é o primeiro passo para evitar esse problema.

3) Não levar em conta o segmento do blog

marketing-de-influencia-na-hotelaria-4Por conta do erro citado acima – só olhar para o número de seguidores – muitos hotéis e pousadas escolhem parceiros digitais que não estão muito alinhados ao seu segmento. Não é muito efetivo, por exemplo, falar sobre viagens em um blog de moda – a não ser que tenha uma ligação com o tema. “Analisar o público do blog/blogueiro em questão, descobrir o nicho em que ele atua, é metade do caminho para evitar esse erro. Blogueiros que tenham milhares de seguidores no segmento de beleza, provavelmente não vão ter o mesmo alcance e conversão quando estiverem falando de viagens, hotéis e pousadas”, explica Claudia.

Como seu negócio está muito alinhado ao mercado de turismo, os blogueiros de viagem podem mesmo ser a primeira opção para você. Porém, você pode ir além! Exermplos:

  • Se seu hotel ou pousada atende as necessidades dos hóspedes atletas – porque tem academia, piscina, personal trainer, etc. –, os blogueirosd o mercado “fitness” também podem lhe ajudar.
  • Se seu estabelecimento costuma receber muitos eventos corporativos, os blogueiros da área de negócios merecem sua atenção.

4) Não investigar o conteúdo postado

marketing-de-influencia-na-hotelaria-9Na hora de escolher o influenciador digital ideal para sua marca é essencial analisar o conteúdo divulgado por ele, para saber se são informações autorais ou se são de outras fontes. Isso é importante porque, segundo Claudia, existem alguns blogueiros com números enganadores. “Eles vivem de postar fotos alheias e, com isso, alcançam grandes números nas mídias sociais, mas não conseguem os mesmos resultados quando são fotos próprias ou em seus blogs”, comenta.

Você não contrataria um designer para desenvolver seu site sem antes ver o que ele já entregou para outros clientes, não é mesmo? Não iria a um médico sem ter nenhuma referência sobre o trabalho dele? Não contrataria uma camareira sem fazer uma boa entrevista? A mesma coisa vale para os blogueiros que podem vir a trabalhar em parceria com sua empresa. Entender o que eles fazem antes de “efetivá-los” é fundamental para garantir a satisfação dos dois lados ao fim do trabalho.

Leve tudo isso em consideração e comece a apostar no marketing de influência. Quando bem-feito, ele só traz resultados positivos!

Este artigo foi originalmente publicado na Revista Gazin Atacado especial Hotelaria. Clique aqui e baixe seu exemplar com todas as matérias.

Imagens: Freepik; Flaticon

Quer mais novidades Gazin Atacado? Curta nossa página!


4 | Deixe seu comentário
Recomende este post: 5
Compartilhe:

Fique atualizado com o mercado.
Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.

Temas relacionados

Post Relacionados

4

comentários em "Marketing de influência na hotelaria"

Comentar

Em destaque no Blog do Varejo