Nossas Sugestões

O varejo do futuro – deep retail

O varejo do futuro – deep retail

Por Redação Blog Gazin Atacado • 1/07/18

No futuro, as empresas não irão mais perguntar o que os clientes querem, e sim antecipar as necessidades deles. Como? Por meio da análise de dados. Ou, mais especificamente, do deep retail, que nada mais é do que a evolução do big data.

Quer aprender mais sobre essa tendência?

Continue a leitura deste artigo. A seguir, revelamos como a personalização deve revolucionar o varejo nos próximos anos.

O futuro do varejo

Este é o segundo artigo da série sobre o futuro do varejo. Nela, abordaremos as principais tendências que estão moldando o comportamento dos consumidores.

Este conteúdo está sendo desenvolvido com base em um relatório da TrendWatching, uma das principais empresas de análise de tendências do mundo.

Para ler o primeiro artigo da série, clique aqui.

O assunto de hoje é a a tendência deep retail – que, em tradução literal do inglês, significa “varejo profundo”.

Entenda mais a seguir!

Deep retail – quando as lojas conhecem os clientes melhor do que eles mesmos

deep retail

Há tempos vem se falando sobre a importância da análise de dados dos clientes no varejo, que permite que as empresas promovam experiências mais personalizadas e direcionadas aos gostos e preferências de cada tipo de público.

Segundo estudos da TrendWatching, essa coleta e análise das informações sobre os consumidores vai deixar de ser um diferencial e se tornar algo obrigatório para os negócios de varejo sobreviverem nos próximos anos.

Já estamos vivendo uma era em que os dados dos clientes são abundantes e de fácil acesso. Pense em questões como curtidas nas redes sociais, check-ins, comentários, buscas no Google etc. Tudo isso já indica necessidades e preferências específicas dos seus consumidores.

No entanto, o deep retail vai além!

Essa tendência está sendo vista como uma evolução do big data. A expectativa é que, com o deep retail, as empresas deixem de perguntar o que os clientes querem e passem a antecipar as demandas deles por meio da análise de dados.

deep retail

Segundo o relatório, no futuro, os consumidores irão esperar que as marcas trabalhem novas formas de adquirir dados sobre eles – tais como leitura facial ou eyetracking (leitura do olhar para entender os focos de atenção do cliente), por exemplo.

Tudo isso para promover uma experiência hiperpersonalizada, que mostre que a empresa conhece os clientes melhor do que eles mesmos.

Deep retail na prática!

Aplicativo Meu Desconto, do Grupo Pão de Açúcar

deep retail

Os consumidores atuais querem se sentir especiais. Para engajar-se com sua marca, eles precisam saber que não apenas mais um número no cadastro da empresa e que a loja os conhece de verdade.

Pensando nisso, o Grupo Pão de Açúcar desenvolveu o aplicativo Meu Desconto, que oferece ofertas especiais e totalmente personalizadas para cada cliente.

Funciona assim:

  • O sistema analisa o histórico de compra dos consumidores que fazem parte do programa de fidelidade Pão de Açúcar Mais e envia descontos em produtos que esses clientes compram com frequência. Simples e eficiente!

Como sua loja pode acompanhar a tendência deep retail

Essa demanda do consumidor por hiperpersonalização deve se tornar cada vez mais forte. Para acompanhar essa transformação no relacionamento com os clientes, sua loja precisa começar a coletar e trabalhar os dados do seu público agora mesmo!

deep retail

Algumas ferramentas podem ser muito úteis para isso. É o caso, por exemplo, de softwares de CRM. Mas é preciso ir além e criar diretrizes e processos voltados à coleta e à análise das informações dos seus consumidores.

Algumas dicas importantes nesse sentido:

  • Analise quais são as informações dos clientes que sua loja já tem disponíveis. Há um sistema de cadastro, por exemplo? Os dados dessa plataforma poderão ajudá-lo a dar os primeiros passos na personalização do atendimento e na comunicação com os clientes.
  • Estude o que você pode fazer com os dados que sua loja possui. Se você já consegue, por exemplo, separar grupos de clientes que compram eletrônicos dos que compram móveis, pode enviar ofertas personalizadas de acordo com a preferências específicas desses públicos.
  • Ajude o cliente a agregar mais valor às compras dele. Isso significa ir além das associações básicas e pensar em produtos complementares. Se um cliente comprou uma câmera fotográfica, ao invés de enviar ofertas de outras câmeras, que tal oferecer um tripé ou uma lente diferente?
  • Pense em como você poderia conhecer melhor seus consumidores. Reúna-se com sua equipe e pense em quais ações poderiam ser realizadas para que a loja pudesse ter acesso a mais dados dos clientes. A criação de um programa de fidelidade e a implementação de um sistema CRM, por exemplo, têm grandes potenciais nesse sentido.

Artigos que irão ajudá-lo a seguir esta tendência:

Agora, é com você!

Reúna-se com sua equipe, compartilhe as informações deste artigo e dos textos citados acima e, em conjunto, pensem em maneiras de fazer com que sua loja conheça o cliente mais profundamente e, assim, possa acompanhar a tendência deel retail.

 Ficou alguma dúvida ou gostaria de deixar sua opinião sobre este tema? Deixe um comentário abaixo! Sua participação é muito importante para nós!

E MAIS:

Participe da maior pesquisa sobre tendências no pequeno e médio varejo brasileiro

tendências e tecnologias que estão transformando o varejo

Muitas vezes, tendências globais, como o deep retail, podem parecer distantes da realidade do pequeno e médio varejista brasileiro.

É por isso que o Data Varejo – Instituto de Pesquisa da Gazin Atacado – está realizando uma pesquisa que tem o objetivo de entender melhor como os lojistas no Brasil percebem essas movimentações internacionais.

deep retail

Participe e nos ajude a construir o maior levantamento sobre tendências no varejo brasileiro já feito no país: http://bit.ly/datavarejo

Sucesso!

Imagens: Freepik; Bigstock

Quer mais novidades Gazin Atacado? Curta nossa página!


3 | Deixe seu comentário
Recomende este post: 4
Compartilhe:

Fique atualizado com o mercado.
Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.

Temas relacionados

Post Relacionados

3

comentários em "O varejo do futuro – deep retail"

Comentar

Em destaque no Blog do Varejo