Nossas Sugestões

A prestação de serviços no varejo

A prestação de serviços no varejo

Por Redação Blog Gazin Atacado • 13/02/19

Muita gente associa o varejo à venda de produtos. Porém, a prestação de serviços no varejo vem ganhando cada vez mais força, provocando uma quebra de paradigma importante no mercado. Quer saber o que isso significa para a sua loja? Siga a leitura deste artigo!

Se o comportamento do consumidor muda, o varejo muda também!

Novas tecnologias estão surgindo? Pode esperar que logo, logo uma rede de lojas irá começar a utilizá-las para aprimorar a experiência de compra de seus clientes. Aí ,outra seguirá o mesmo caminho, e mais uma, e mais uma…

Até que as lojas como conhecemos hoje não existam mais!

É isso aí. O varejo é dinâmico. O varejo se adapta para atender bem os clientes, para entregar o que os consumidores buscam.

E a tendência é que isso se intensifique cada vez mais. Afinal, com a evolução da era digital, os varejistas devem encontrar soluções diferentes para sobreviver em meio à forte concorrência – offline e online!

E se o que o cliente deseja é otimizar seu tempo, viver boas experiências de compra, encontrar alternativas que visam dar mais praticidade, conveniência, e assim por diante, a prestação de serviços no varejo passa a ser um diferencial.

Leia também!

Um novo varejo, para um novo consumidor
Como promover uma experiência marcante em sua loja

Serviços no varejo: o que já é feito

serviços no varejo

A venda de serviços no varejo não é uma novidade.

Lojistas preocupados em se diferenciar da concorrência já vêm inserindo serviços “aqui e ali” há bastante tempo…

Alguns serviços no varejo são básicos…

Quando os serviços no varejo começaram a se popularizar, buscando a diferenciação no mercado, varejistas passaram a alocar profissionais dedicados exclusivamente ao atendimento ao cliente.

Um exemplo disso são os empacotadores e embrulhadores de presentes. Eles otimizam o tempo do consumidor ao finalizar uma compra e tornam a experiência de compra mais agradável. Isso sem falar que além de saírem satisfeitas do local, as pessoas não são cobradas por esse serviço.

… Outros ajudam a incrementar o faturamento

No início dos anos 2000, algumas empresa começaram a pensar em como aumentar o faturamento por meio da venda de serviços no varejo.

A rede americana “Best Buy” — especializada em venda de aparelhos eletrônicos —,  por exemplo, introduziu a prestação de serviços em lojas e até domicílios com o intuito de auxiliar pessoas que têm dificuldade em tecnologia.

A lição que fica é:
Entender as necessidades dos seus clientes é o ponto de partida para descobrir quais serviços você poderia oferecer a eles.

… Outros já representam uma evolução

Algumas redes varejistas passaram a incorporar serviços financeiros para incentivar seus consumidores a comprarem ainda mais.

Um exemplo clássico foi a Fnac, que passou a oferecer financiamento de seus produtos na década de 90.

Leia também!

Lições do Varejo Gazin sobre como ter um crediário próprio com segurança
8 dicas para montar o seu próprio crediário
Crédito fácil Gazin – Parcele suas vendas em até 10 vezes e receba à vista
Como a restrição no crédito pode ser boa para pequenos varejistas

… E há os que demonstram uma adaptação avançada da venda de serviços no varejo

Flagship stores são lojas que surgem com o propósito superar as convencionais, transformando o ambiente e oferecendo uma experiência diferente para o cliente.

A Ray-Ban, em Manhattan, nos Estados Unidos, criou uma área dedicada a consultas e serviços de optometria. O atendimento custa US$ 75.

Leia também!

Inovação no varejo – por que pequenas empresas precisam se preocupar em inovar

Ok, tudo muito bem, tudo muito bom. Porém…

… os serviços no varejo ainda podem evoluir!
E algumas empresas já entenderam isso…

serviços no varejo

Se antes a venda de produtos era o que levava e impulsionava os consumidores para os serviços, atualmente são os serviços que incentivam e envolvem a compra de produtos.

Ou seja, as lojas oferecem uma vasta gama de serviços e, através deles, podem sugerir a aquisição de produtos.

A Amazon Home Services é um exemplo disso.

Por meio dela, o cliente pode contratar sistemas de segurança para casas e empresas, realizar manutenções de rachaduras e telhados, fazer instalações etc. Se precisar de algum produto depois de contratar o serviço, poderá encontrar na Amazon.

O “algo a mais”

Vegetable butcher - prestação de serviços no varejo

Além dos caixas rápidos — que visam otimizar o tempo de compra do consumidor —, o que supermercados e sacolões podem fazer de diferente para agradar o público?

Nos Estados Unidos, criou-se o “Vegetable Butcher”.

O conceito é bem simples:

1) Você compra seus legumes, vegetais e verduras;
2) Leva até um profissional do mercado dedicado especialmente para descascar;
3) Ele corta os itens do jeito que você desejar (cubos, ralados, em fatias etc). 

Assim, você não perde tempo em casa ao preparar o almoço ou jantar.

O que isso mostra é que não é mais a venda de produtos tampouco de serviços — de forma desintegrada — que trará sucesso e retorno rápido.

Se você quer destacar sua loja, precisa se preocupar em oferecer soluções para as dores humanas, entregando algo valioso de acordo com o perfil de cada cliente.

Leia também!

Como oferecer mais conveniência em sua loja

Saiba mais!

Se interessou pela possibilidade de prestar serviços no varejo, mas quer saber mais sobre o assunto antes de colocar suas ideias em prática?

Assista a entrevista que Aparecido Benedito dos Santos (mais conhecido como Cafu), gerente de Serviços da ParanaTec e do Consórcio Gazin, concedeu ao Blog do Varejo.

Nela, ele falou mais sobre como a venda de serviços no varejo pode ajudar a fidelizar mais de clientes. Dê o play e aproveite!

Para ler o post em que o vídeo foi apresentado, e saber mais sobre a venda de serviços no varejo, clique aqui.

Agora, é com você!

Estude melhor a venda de serviços no varejo, troque ideias com sua equipe sobre que tipos de serviços vocês podem oferecer e revolucione sua loja. Seus clientes agradecem. E seu caixa também!

Imagens: Anna Pelzer e Bigstock

Quer mais novidades Gazin Atacado? Curta nossa página!


2 | Deixe seu comentário
Recomende este post: 5
Compartilhe:

Fique atualizado com o mercado.
Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.

Temas relacionados

Post Relacionados

2

comentários em "A prestação de serviços no varejo"

Comentar

Em destaque no Blog do Varejo