Nossas Sugestões

O que é social commerce e como usar esse conceito a favor da sua loja virtual

O que é social commerce e como usar esse conceito a favor da sua loja virtual

Por Redação Blog Gazin Atacado • 5/08/19

Você já sabe que precisa estar conectado para poder se comunicar com seus clientes, certo? Afinal, atualmente, a web é um importante “ponto de encontro” de consumidores. Além disso, deve saber também que o e-commerce desempenha um papel fundamental no varejo atualmente, não é mesmo? Porém, o que talvez você ainda não saiba, é que dentro desse segmento existe um caminho que tem ganhado espaço: estamos falando do social commerce!

Quer entender esse conceito e saber como usá-lo a seu favor? Siga a leitura deste artigo. É sobre isso que falamos a seguir!

Já conhece nosso curso gratuito sobre e-commerce? Não? Clique aqui, saiba como funciona e inscreva-se!

O que é social commerce?

social commerce

Social commerce pode ser entendido como a união do e-commerce com as mídias sociais.

Quando os consumidores são capazes de compartilhar sua experiência como clientes para outros usuários, avaliar e ranquear empresas e produtos e interagir com marcas dando sugestões de quais produtos podem ser vendidos e como outro produto pode ser melhorado, por exemplo, estão ajudando uma empresa a construir seu social commerce.

Ou seja, de uma forma mais simples e direta, o social commerce pode ser definido como a venda – direta ou indireta – através das mídias sociais.

Leia também!

Como coletar histórias de clientes e usá-las a favor das suas vendas
A relevância das avaliações em vídeo no processo de decisão de compra
Vídeo: A importância das avaliações dos clientes no e-commerce

Por que é importante usar o social commerce?

Em outubro de 2018, uma pesquisa realizada pelas empresas We are Social e Hootsuite apontou que 62% da população brasileira está ativa nas redes sociais. Ou seja, a resposta mais certeira para essa pergunta é simples: a maioria das pessoas está presente nas mídias sociais. Portanto, é importante usar o social commerce, pois ele lida diretamente com esse público!

Além disso, quando um bom social commerce é realizado, ele leva ao engajamento da empresa com o público que, a partir de comentários de outras pessoas, passa a confiar na empresa antes mesmo de se tornar cliente dela.

Esses dados comprovam que as redes sociais podem ser fonte de muitas oportunidades para varejistas divulgarem e venderem seus produtos e serviços. Portanto, se você não quer ficar para trás nesse novo modelo de negócio, leia o artigo até o final! A partir de agora, vamos revelar quais são as principais tendências do social commerce e como elas podem ajudar seus negócios.

Leia também!

Guia: como usar as redes sociais no varejo
Como as redes sociais podem ajudar a atrair clientes para o e-commerce
Redes sociais e o varejo: panorama, tendências e desafios

Social commerce em análise:
Benefícios, tendências, dicas e o que mais você precisa saber

tendências de social commerce

Benefícios do social commerce

a) Efeito cascata

A partir do momento em que um consumidor compartilha o seu produto nas redes sociais, gera um efeito progressivo. Ou seja, outros usuários irão visualizar esse compartilhamento. Portanto, uma boa avaliação nas mídias sociais é seguida por mais interesse de outros possíveis consumidores e, consequentemente, possibilidade de mais vendas.

Porém, atenção! Atrair consumidores para o seu e-commerce é apenas o primeiro passo para conseguir bons resultados vendendo pela internet. Se você quer mesmo que o seu trabalho de social commerce renda vendas, precisa cuidar da experiência do cliente que visita sua loja virtual.

Neste sentido, os artigos abaixo oferecem boas dicas. Não deixe de ler!

Como fazer os clientes de e-commerce voltarem sempre
14 táticas para aumentar o engajamento e as vendas no e-commerce
Como aprimorar o serviço de atendimento ao cliente no e-commerce
Erros de design no e-commerce que prejudicam a experiência do cliente
Como evitar reclamações de clientes no e-commerce

b) Baixo custo

lidar com hóspedes que roubamComo todo esse processo é feito a partir dos próprios usuários, e de maneira orgânica, uma boa estratégia de social commerce tem um custo muito baixo.

Porém, para que essa estratégia seja bem-sucedida, é fundamental boa comunicação com o cliente e, é claro, produtos de alta qualidade. Tendo isso em mente, o resto do trabalho ocorrerá de maneira natural.

Precisa de ajuda para definir o mix de produtos da sua loja virtual e organizar esses itens no seu e-commerce? Leia estes artigos:

Como montar um mix de produtos ideal para a sua loja
Como vender múltiplos produtos no e-commerce de maneira eficiente
Como apresentar melhor os produtos do seu e-commerce

c) Agilidade

No social commerce, como quase toda publicidade é feita a partir de comentários e compartilhamentos dos usuários, a campanha é muito rápida.

Por isso, é fundamental que você facilite o processo de compra do cliente. Assim, a partir do momento que ele demonstre interesse no seu produto, poderá finalizar a compra de maneira rápida, dando continuidade ao procedimento de avaliações positivas e compartilhamentos.

Dicas de social commerce

a) Lembre-se: segmentar é preciso!

ano - planejamento - segmentaçãoPara se comunicar bem com o cliente que você deseja alcançar e impactar nas mídias sociais, é necessário conhecer muito bem o perfil dele. Afinal, assim você saberá quais são suas vontades e necessidades e, portanto, entenderá qual produto ou serviço interessará a ele.

Pensando em ajudá-lo a definir bem seu público e segmentar seu trabalho na web, recomendamos a leitura destes artigos:

O que são e como criar as personas de sua loja
Como segmentar clientes no varejo – e por que isso é importante para sua loja
Gestão de clientes no varejo: Como cuidar e trabalhar de forma estratégica sua carteira de clientes
Como descobrir o que os clientes querem

b) Cuide das avaliações nas redes sociais

Quanto mais bem avaliado for o seu produto e a sua empresa dentro de uma rede social, mais compartilhamentos serão feitos!

Às vezes, pode haver aquele receio de que algum cliente insatisfeito, ou algum concorrente, avalie mal a sua página e com isso haja perda de clientes. Porém, pode ter certeza: quando o trabalho é bem feito, os retornos negativos ocorrem em frequência muito menor do que os retornos positivos.

Portanto, ofereça bom atendimento, seja atencioso com o seu cliente, procure saber quais são as necessidades e desejos dele. Agindo dessa maneira, os comentários positivos sempre irão se destacar e farão com que novos usuários tenham interesse na sua loja.

Leia também!

Conheça a jornada de compra online e venda mais pela internet

Tendências de social commerce

a) Utilização de vídeos

Todas as principais redes sociais já oferecem a possibilidade de vídeos serem transmitidos ao vivo e, dentro desses vídeos, você pode criar anúncios. O que é uma ótima oportunidade para as empresas criarem “calls to action” (ou seja, botões que levam a ação) simples e que permitam ao usuário comprar enquanto assiste ao vídeo, por exemplo.

Leia também!

O papel dos vídeos na jornada de compra
Como produzir vídeos para a sua loja atrair e engajar mais consumidores
Como usar vídeos curtos nas redes sociais

b) Influenciadores digitais

Não é novidade publicitários utilizarem pessoas famosas para divulgarem seus produtos. Contudo, hoje em dia, é cada vez mais comum pessoas comprarem a partir de opiniões daqueles que são capazes de influenciar seus seguidores. Por isso, investir em campanhas em que “microinfluenciadores” (ou seja, influenciadores digitais baseados em sua região) divulguem o seu produto e a sua empresa pode ser uma boa opção.

Porém, é importante ter em mente que para que essa estratégia seja realizada com sucesso, é necessário negociar com influenciadores que já estejam conectado com os clientes que você deseja alcançar. Uma boa segmentação irá fazer com que você saiba qual influenciador irá ajudar a alavancar o seu negócio.

Quer saber mais sobre este assunto? Leia este artigo: Marketing de influência no varejo

Pronto para iniciar sua jornada no social commerce?

Em resumo, para que você estabeleça a sua marca no social commerce, é necessário:

– Uma boa customização e segmentação, para que você contate diretamente quem deseja e precisa do seu produto.
– Além disso, é importante focar para que seus produtos e serviços possam ser consumidos diretamente no social commerce.
– E o principal: um bom atendimento, que tire dúvidas e ajude os usuários, para converter todo o trabalho realizado em compras.

E aí, está pronto para inserir o social commerce na sua empresa?

Já usa o social commerce na sua empresa? Deixe um comentário compartilhando sua experiência. Ela pode inspirar outros varejistas a entrarem nesse universo tão promissor.

Boas vendas!

Quer mais novidades Gazin Atacado? Curta nossa página!


0 | Deixe seu comentário
Recomende este post: 4
Compartilhe:

Fique atualizado com o mercado.
Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.

Temas relacionados

Post Relacionados

0

comentários em "O que é social commerce e como usar esse conceito a favor da sua loja virtual"

Comentar

Em destaque no Blog do Varejo