Nossas Sugestões

Funil de Vendas: saiba o que é essa ferramenta e como utilizá-la em seu negócio

Funil de Vendas: saiba o que é essa ferramenta e como utilizá-la em seu negócio

Por Redação Blog Gazin Atacado • 30/11/14

Você já deve ter ouvido falar que a venda não termina quando o cliente sai da loja. Mas já parou para pensar nas etapas anteriores?

Hoje, você vai entender que venda também não começa quando o cliente entra em sua loja! Existe todo um processo que acontece antes de ele considerar sua marca como uma das opções para comprar o que ele precisa. E é exatamente disso que trata o Funil de Vendas.

O Funil de Vendas é uma forma de gerenciar suas vendas, de guiar o cliente pelas diversas fases da compra até o fechamento.

Como funciona o Funil de Vendas

Para entender como o Funil de Vendas funciona, basta visualizar exatamente a primeira coisa que lhe veio à cabeça quando ouviu esse nome: a imagem de um funil. Imagine um funil dividido em várias partes, cada parte representando uma fase da venda.

  • A parte mais larga, a boca do funil, é o estágio do planejamento, da prospecção e da abordagem.
  • A parte do meio é o estágio de levantamento das necessidades, da proposição de valores e propostas.
  • Na parte final estão os estágios de negociação e conclusão das vendas.

Exemplo:

funil

Como desenvolver o Funil de Vendas da sua loja

Para desenvolver um Funil de Vendas não são necessários softwares caros e complicados, uma planilha excel bem organizada já é o suficiente para começar. Veja a seguir quais são as informações que precisam estar inclusas nesse documento:

1. Comece definindo quais são as fases das vendas aí em sua loja

Nem todo Funil de Vendas é igual. Ele pode variar de acordo com o tipo de negócio, cliente e produto. A imagem acima, que mostra o exemplo de um Funil de Vendas, é um bom ponto de partida para entender as fases de seu negócio: pode ser que não tenha todas as fases descritas na imagem e pode ser que ele tenha mais. Avalie cada uma delas e crie o seu próprio Funil de Venda.

2. Entenda se o ciclo de venda de seus produtos é de curto ou médio a longo prazo

Eletrodomésticos (como geladeiras, por exemplo) são itens que o cliente leva mais tempo para decidir, pois demandam um investimento maior e devem durar muito tempo. Nesse caso, o ciclo pode ser considerado de médio prazo. Defina qual é a média de tempo que cada fase do funil deve durar – isso vai evitar que um cliente fique eternamente na fase da prospecção, por exemplo.

3. Depois de definir as fases de compra de seus clientes, defina as ações que você vai tomar em cada um dos ciclos

Por exemplo:

  • Vai oferecer conteúdos com avaliações de produtos para prospectar?
  • E-mails com informações sobre os produtos e ofertas da loja na fase de qualificação e apresentação?
  • Na fase de maturação, vai oferecer vantagens (descontos ou condições facilitadas de pagamento) em troca de mais informações sobre o cliente (com a participação em pesquisas, por exemplo)? Assim, quando esse cliente chegar em sua loja, sua equipe de vendas terá condições de saber exatamente quem ele é, quais são suas preferências, o que ele busca etc. e poderá negociar com mais propriedade – o que facilitará o caminho para o fechamento.

São ações simples, mas eficientes, e que com certeza lhe ajudarão a vender cada vez mais e melhor.

Pra encerrar, recomendamos a leitura deste artigo do consultor Marcelo Caetano. Ele dá mais boas dicas para você desenvolver seu funil.

Nos próximos dias vamos publicar um novo artigo com mais dicas para você desenvolver seu Funil de Vendas, combinado?

Sucesso!

 

Quer mais novidades Gazin Atacado? Curta nossa página!


0 | Deixe seu comentário
Recomende este post: 1
Compartilhe:

Fique atualizado com o mercado.
Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.

Temas relacionados

Post Relacionados

0

comentários em "Funil de Vendas: saiba o que é essa ferramenta e como utilizá-la em seu negócio"

Comentar

Em destaque no Blog do Varejo