Nossas Sugestões

O que são beacons e como eles podem ajudar suas vendas

O que são beacons e como eles podem ajudar suas vendas

Por Redação Blog Gazin Atacado • 6/11/16

Cena comum: um cliente entra na sua loja, passa ao lado de uma prateleira e sequer percebe que o produto está com um desconto incrível. Por isso mesmo, segue sua jornada à procura dos itens que já queria comprar.

Novo cenário: um cliente entra na sua loja e, ao passar pela mesma prateleira, recebe uma notificação no celular sobre aquela promoção imperdível. Mesmo não tendo entrado aí para comprar aquele produto, ele resolve incluí-lo na sua cesta de compras.

beacons-varejo-4Que tal?

Não, isso não é coisa de filme ou que só será possível ver na prática daqui alguns anos. Essa inovação já está disponível para o varejo, inclusive para pequenas empresas! Ela se chama beacons, tecnologia que identifica objetos e pontos específicos com altíssima precisão em qualquer ambiente, especialmente em locais fechados.

A tradução de beacon é farol. Sabe aqueles faróis que iluminam o oceano, servindo de orientação para embarcações? A ideia é a mesma: informar quem está ao redor através de sinais eletromagnéticos.

Na prática

beacons-varejo-1Funciona assim: um pequeno dispositivo – o tal beacon – é colocado, por exemplo, na prateleira de meias de uma loja. O tempo todo ele emite sinais a aparelhos com bluetooth (em versões 4.0 ou superiores), como smartphones e tablets, e envia a informação de que, ao comprar dois pares, o cliente leva o terceiro de graça. Pode apostar: isso vai ajudar a loja em questão a vender mais meias! É a tecnologia ajudando o varejista a fazer venda adicional de forma quase espontânea.

Não é incrível?

Você pode estar se perguntando: “Mas quer dizer que a informação vai ser enviada para todos os clientes que passarem pelas meias?” A resposta é: “Não necessariamente.”

Você pode segmentar o disparo de informações por interesses. Por exemplo: se determinado cliente pesquisou sobre meias na internet, ele terá maior probabilidade de receber aquela informação no momento que passar por ali do que outro que não demonstrou interesse pelo produto anteriormente.

Bacana, não?

Outra vantagem: como o beacon permite a comunicação entre sensores a poucos centímetros, “é possível identificar o consumidor que entra na loja, conhecer o seu trajeto ao caminhar pelas seções e apresentar, baseado em seus hábitos de consumo, ofertas e informações exclusivas para cada produto com uma agilidade impressionante”, explica Bruno Ruffo, CEO da KiddoLabs, neste texto da Endeavor.

Além disso, uma marcação de beacon pode ser enfatizada de forma precisa através de mapas virtuais, como o Google Maps, em shoppings ou calçadões, atraindo o cliente direto para a loja.

beacons-varejo-3O que diferencia os beacons do GPS

Enquanto o GPS emite sinais via satélite, o beacon emite sinais por proximidade, com pequenos dispositivos. A capacidade de precisão do GPS é limitada a uma área de 15 a 100 metros, já os beacons têm a precisão de centímetros, sendo muito mais eficientes para reforçar ofertas de marketing.

Marketing de proximidade

Tudo isso é muito legal, mas não pense que sair instalando beacons por toda a loja é um bom negócio. Afinal, você pode irritar o cliente com a enxurrada de informações. “A recomendação é começar com apenas um beacon, posicionado na entrada da loja e com uma mensagem personalizada atrelada a uma promoção ou desconto, funcionando como convite para uma visita. Com o tempo, a empresa poderá aumentar a quantidade de beacons, adicionando novos pontos de interação”, ensina o CEO da empresa Hanzo (especializada em soluções de Mobile Marketing), Federico Pisani Massamormile, neste artigo.

beacons-varejo-7O primeiro passo, portanto, é saber o que esperar da comunicação por beacons. Você pode ir além das ofertas, inserindo beacons para outras informações úteis e oferecendo cupons virtuais estimulando pessoas a compartilharem seu estabelecimento com outros clientes, ou incentivando compras futuras, enviando cupons de desconto.

Onde comprar beacons

Já existem várias marcas trabalhando com a gestão de beacons no Brasil. Para iniciantes, quanto mais simples melhor (há versões a partir de menos de R$ 100). Estas são algumas das opções disponíveis:

Mas preste atenção: “É importante que as marcas optem por equipamentos já homologados pela Anatel, o que atesta a sua qualidade e evita o risco de multas”, alerta Massamormile no mesmo artigo.

Nos Estados Unidos, praticamente a metade das 100 maiores empresas do varejo testaram a tecnologia antes de 2016. Você pode ser um dos pioneiros no Brasil, especialmente em seu nicho de mercado. Aproveite a oportunidade!

Também tenha em mente que essa pode não ser a hora ideal para investir nessa tecnologia na sua empresa. Mesmo assim, vale a pena acompanhar as novidades relativas a esse tema. Não deve demorar muito até que essa tendência esteja definitivamente incorporada ao dia a dia do varejo.

E aí, você já tem beacons instalados na sua loja? Se sim, quais resultados tem observado? Se não, pretende passar a utilizá-los em breve? Compartilhe sua opinião com a gente deixando um comentário. Entender a sua realidade é fundamental para que possamos produzir conteúdos úteis ao seu dia a dia em vendas.

Sucesso!

Quer mais novidades Gazin Atacado? Curta nossa página!


5 | Deixe seu comentário
Recomende este post: 14
Compartilhe:

Fique atualizado com o mercado.
Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.

Temas relacionados

Post Relacionados

5

comentários em "O que são beacons e como eles podem ajudar suas vendas"

Comentar

Em destaque no Blog do Varejo