Nossas Sugestões

Alexa Hospitality e a expansão do uso de assistentes virtuais na hotelaria

Alexa Hospitality e a expansão do uso de assistentes virtuais na hotelaria

Por Redação Blog Gazin Atacado • 1/10/18

Imagine ter um robô em cada quarto do seu estabelecimento, à disposição dos hóspedes para ajudá-los durante todos os momentos da estadia. Com o avanço dos assistentes virtuais, isso já é possível! Leia este artigo, saiba mais sobre o uso dos assistentes virtuais na hotelaria e entenda como essa tecnologia pode revolucionar a experiência de hospedagem.

Assistentes virtuais na hotelaria

No passado, quando as pessoas imaginavam como seria o futuro, muitas acreditavam que estaríamos vivendo em meio a robôs que serviriam aos humanos, ajudando em tarefas no dia a dia.

Mais ou menos como a Rosie, do desenho animado Os Jetsons…

assistentes virtuais na hotelaria

Bem, o futuro chegou! E esse cenário não está tão longe assim da realidade…

A diferença é que os tais “robôs” estão, na verdade, embutidos em dispositivos dentro das casas, dos escritórios e, agora, também dos hotéis.

A Rosie da atualidade é como um sistema digital que obedece “ordens”.

Estamos falando dos assistentes virtuais controlados por voz.

assistentes virtuais na hotelaria

O que são assistentes virtuais?

Assistentes virtuais são sistemas de inteligência artificial que realizam tarefas de acordo com o comando enviado pelo usuário. Os assistentes virtuais comandados por voz respondem ao pedido do usuário feito através da fala.

→ Leia também: Robôs na hotelaria – a inteligência artificial e os meios de hospedagem

Você já acessou alguma informação no seu celular por meio de um comando de voz no Google Now ou pela Siri? Se sim, você já teve contato com um assistente virtual.

Essa tecnologia também já está disponível em computadores (como a Cortana, da Microsoft) e em aparelhos desenvolvidos especialmente para interagir com o usuário em suas casas, ajudando nas tarefas diárias. Os assistentes virtuais domésticos conectam-se a outros dispositivos, plataformas on-line e até objetos.

assistentes virtuais na hotelaria

Por meio dessa tecnologia, as pessoas podem, por exemplo, analisar o consumo de energia da casa, verificar se as portas estão trancadas, preparar a lista de compras a partir da leitura dos produtos na geladeira e fazer um pedido on-line. Tudo isso por meio do comando da voz.

Veja um exemplo de utilização desse sistema no vídeo abaixo:

De acordo com um relatório da GlobalWebIndex:

 Globalmente, 27% dos internautas já estão utilizando comandos de voz para realizar pesquisas em seus smartphones.
— 34% indicaram ter interesse em adquirir um assistente virtual doméstico controlado por voz.

Assistentes virtuais na hotelaria

assistentes virtuais na hotelaria

E qual é a relevância dos assistentes virtuais na hotelaria?

Bem, conforme o uso dessa tecnologia cresce no ambiente doméstico, cada vez mais as pessoas devem esperar ter acesso a dispositivos como esses em outros lugares fora de casa, inclusive em suas viagens.

É por isso que os assistentes virtuais na hotelaria têm potencial para serem a próxima grande tendência desse mercado.

Diversas empresas de tecnologia e redes de hotéis já estão de olho no crescimento dessa tendência e investindo em plataformas de assistentes virtuais desenvolvidas especialmente para empresas de hospedagem.

Entre os possíveis benefícios dos assistentes virtuais na hotelaria, destacam-se:

1) Facilitar as tarefas dos hóspedes

assistentes virtuais na hotelaria

Por meio de comandos de voz, os viajantes podem ordenar ao assistente virtual que realize ações e tarefas comuns durante a hospedagem, tais como:

– Tocar sua música favorita.
– Controlar a temperatura ou a iluminação do quarto.
– Encontrar um restaurante na região – e fazer a reserva.
– Efetuar uma ligação.
– Programar o alarme.
– Realizar pedido de serviços de quarto.
– Pedir um taxi ou Uber.
– Confirmar informações de voo.
– E até fazer check-out.

2) Fornecer informações valiosas para personalizar o atendimento

assistentes virtuais na hotelaria

Esses dispositivos têm potencial de fornecer informações valiosas em relação ao comportamento e às preferências de consumo dos hóspedes. Através da análise da interação do viajante com o assistente virtual, os hotéis podem saber, por exemplo:

– O tipo de bebida e comida que o hóspede sempre pede.
– Os horários em que o hóspede prefere acordar.
– Serviços do hotel que ele reserva (academia, spa etc.).

Com informações como essas em mãos, ficará muito mais fácil personalizar a estadia do hóspede e oferecer produtos e serviços alinhados às preferências dele. Isso, por sua vez, contribui para que o viajante tenha uma experiência marcante em seu estabelecimento.

Leia também: Como personalizar a experiência do hóspede

Exemplos de assistentes virtuais na hotelaria

assistentes virtuais na hotelaria

Confira a seguir alguns exemplos práticos de assistentes virtuais desenvolvidos especificamente para o mercado hoteleiro:  

Alexa Hospitality

A Amazon, gigante do varejo online, tem seu próprio assistente virtual – a Alexa, que funciona nos dispositivos Echo. Recentemente, a empresa lançou um serviço voltado exclusivamente para hotéis, chamado Alexa Hospitality.

Angie Hospitality

Angie é um assistente virtual que controla funcionalidades no quarto e realiza diversos serviços. Além disso, o dispositivo pode ser integrado diretamente ao sistema de gestão utilizado pelo hotel, contribuindo para a coleta de informações sobre os clientes.

Roxy

O assistente virtual Roxy possui funções bem parecidas com as que você encontra em assistente virtual em smartphones.

IBM Watson Hospitality

O IBM Watson possui funções parecidas com o Alexa e o Angie. Porém, além disso, esse dispositivo também se conecta ao assistente virtual da casa do viajante, permitindo que ele controle remotamente o ambiente doméstico.

Para pensar:

O crescimento dessa tendência ainda depende da superação de alguns desafios, como:

– A possível falta de segurança das informações coletadas por esses sistemas.
– O investimento elevado necessário para adotar essa tecnologia em todo o estabelecimento.
– Dificuldades na criação de estratégias em torno dessas ferramentas.

No entanto, é importante acompanhar a evolução dessa tecnologia e analisar como ela se espalha no mercado hoteleiro. Lembre-se: estar bem informado sobre as tendências do seu segmento é fundamental para estar preparado para as mudanças que devem afetar o seu negócio nos próximos anos!

assistentes virtuais na hotelaria

Queremos saber a sua opinião:

O que você acha dessa tecnologia?
Você acredita que ela pode/vai se popularizar na hotelaria nacional?
Como você utilizaria os sistemas virtuais em seu estabelecimento?
Na sua visão, quais outras tecnologias deverão impactar o mercado hoteleiro no futuro?

Deixe sua opinião e participe do debate sobre o futuro da hotelaria!

Leia também outros artigos que debatem as transformações no mercado de hospitalidade:

»» Chatbots na hotelaria – inteligência artificial a serviço dos viajantes
»» Como utilizar chatbots na hotelaria para vender mais
»» Realidade virtual na hotelaria
»» Realidade aumentada na hotelaria
»» Tendências tecnológicas para a hotelaria em 2018
»» Como inovar na hotelaria usando tecnologia

Imagens: Bigstock

Quer mais novidades Gazin Atacado? Curta nossa página!


0 | Deixe seu comentário
Recomende este post: 3
Compartilhe:

Fique atualizado com o mercado.
Receba os artigos do Blog do Varejo por E-mail.

Temas relacionados

Post Relacionados

0

comentários em "Alexa Hospitality e a expansão do uso de assistentes virtuais na hotelaria"

Comentar

Em destaque no Blog do Varejo